Receita com assinatura do ‘NYT’ supera a obtida com publicidade

Folha de S. Paulo

Ficheiro:The new york times building in new york city.jpg

Entrada da antiga sede do The New York Times, em Nova Iorque.

A receita com circulação, por sua vez, cresceu 8,3%, para US$ 233 milhões. No primeiro trimestre, a receita com circulação já havia superado a com anúncios. O reequilíbrio histórico pode indicar o início de mudanças em um setor que, nos EUA, há tempos confia na publicidade para se manter

 

Enquanto as receitas obtidas com anunciantes continuam em queda na New York Times Company, que reportou prejuízo de US$ 88,1 milhões ontem no segundo trimestre, o faturamento com circulação aumenta e se consolida como o mais importante da empresa.

As receitas com circulação subiram com o aumento das assinaturas dos jornais impressos e no sistema de “paywall” (muro de pagamento), adotado pela versão on-line do “New York Times”.

Nos três principais jornais da companhia -o “Times”, o “International Herald Tribune” e o “Boston Globe”-, as vendas de anúncios impressos e digitais caíram 6,6%, para US$ 220 milhões.

A receita com circulação, por sua vez, cresceu 8,3%, para US$ 233 milhões. No primeiro trimestre, a receita com circulação já havia superado a com anúncios. O reequilíbrio histórico pode indicar o início de mudanças em um setor que, nos EUA, há tempos confia na publicidade para se manter.

“Esse é provavelmente o primeiro grande jornal a cruzar essa linha”, disse Ken Doctor, analista de mídia da Newsonomics. A transição foi acelerada pelo espiral de queda dos anúncios impressos e pelo adiamento do crescimento dos anúncios on-line. No entanto, assinaturas mais caras e a cobrança por conteúdo on-line também tiveram um papel relevante.

“Afastar-se da grande dependência histórica da publicidade é definitivamente um avanço”, disse o especialista no negócio de mídia Rick Edmonds. “O esforço de assinatura digital foi mais bem-sucedido que muitas pessoas poderiam imaginar.”

O grupo de mídia tem hoje 509 mil assinantes digitais, ante 454 mil em março.

Anúncios

Sobre Antonio S. Silva
Jornalista, mestre pela PUC/SP, doutor pela UnB e professor da (UFMT). Importante o diálogo para construir um país melhor.

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: