Ministério Público do Trabalho abre investigação contra o CQC

Carta Capital

CQC

Genoino foi engando por repórter-mirim. Foto: Reprodução

Ministério Público do Trabalho instaurou um inquérito para apurar eventuais irregularidades durante a exibição de um programa do CQC, da TV Bandeirantes, em que uma criança se fingiu de fã para gravar uma “reportagem” com o deputado federal José Genoino (PT-SP), condenado no processo do “mensalão”.

O episódio foi ao ar no dia 25 de março. Na ocasião, o repórter-mirim João Pedro Carvalho e seu pai bateram à porta do gabinete de Genoino e enganaram o parlamentar, dizendo que eram militantes do PT. Com uma câmera escondida, gravaram as reações do deputado a perguntas embaraçosas da criança.

Para justificar a investigação, o Ministério Público citou a proibição do trabalho de menores de 18 anos de idade.

Segundo o procurador Valdir Pereira da Silva, matéria atenta contra a própria formação moral da criança, “incentivando-a a mentir em rede nacional de televisão”. “Também merece apuração o proveito econômico que os responsáveis legais obtiveram com a produção da matéria.”

O MPT pediu que, na próxima semana, a emissora apresente todos os documentos relativos ao programa e o faturamento comercial dele no período de fevereiro e março deste ano, além dos índices de audiência da emissora.

Anúncios

Sobre Antonio S. Silva
Jornalista, mestre pela PUC/SP, doutor pela UnB e professor da (UFMT). Importante o diálogo para construir um país melhor.

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: