Governo da Argentina decide avançar na divisão do grupo Clarín

Clarín

Por cinco votos a dois, o conselho rejeitou o plano voluntário do grupo sobre Lei de Mídia argentina e decidiu avançar na divisão do conglomerado

El directorio de la AFSCA, en la reunión de esta tarde.

Por cinco votos a dois, a maioria do conselho de Kirchner decidiu hoje rejeitar o plano voluntariamente a lei Grupo Clarín adaptação mídia e comece a transferir escritório. Isso significa que iniciar uma adaptação “forçado”, onde o governo vai decidir qual mídia audiovisual levará o Grupo Clarín e para quem eles vão dar, dentro Sabbatella Martin, chefe da AFSCA, estima que poderia levar entre seis meses e um ano.

O conselho da Autoridade Federal de Serviços de Comunicação Audiovisual (AFSCA) visa escolher qual mídia vai vender o Grupo Clarín, por exemplo, entre o Canal 13 e Cablevision em Buenos Aires; Cablevision Canal 12 ou Córdoba. Também escolher entre 13 por Satélite, Voltar ou TN, entre outros sinais de conteúdo audiovisual. E pretende decidir quais 134 cidades que já não recebem televisão por cabo e Internet Cablevision / FiberTel.

Anúncios

Sobre Antonio S. Silva
Jornalista, mestre pela PUC/SP, doutor pela UnB e professor da (UFMT). Importante o diálogo para construir um país melhor.

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: