De cuecas às bandanas

Um mundo do esporte está cada vez mais imerso na lógica da “mercadorização”. O principal jogador, apresentado pela mídia insistentemente no Brasil, o camisa 10 Neymar, se revela cada vez mais em um jogador para a imagem, a vender objetos para determinadas marcas. Durante a copa, numa saída do vestiário fez questão de “permitir” ser surpreendido,  para a evidência da logomarca de uma empresa de roupa íntima. No jogo, desta sexta-feira(13), aparece com uma bandana, com o sinal de conglomerado americano, de roupas esportivas.

Foto André Mourão/Mowa Press – Site: Diário de Canoas.

Estranha a imagem de centenas de marcas em um estádio de futebol. Possivelmente nossos olhos já acostumaram com esta paisagem, mas há uma poluição visual, que certamente atinge nosso inconsciente, de tal modo que nos desperte para determinados produtos, desconhecidos/conhecidos. Nas laterais do campo, diante das câmaras de TV torna-se cada vez mais difícil acompanhar as jogadas com tantos apelos visuais, com marcas em movimento simétrico e inconstante.

Nem mesmo o bumbum do Juiz está a salvo da poluição visual, com destaque em cores contrastantes. Além, das placas no final dos jogos, diante das quais os jogadores aparecem estrategicamente para conceder entrevistas para as grandes redes de televisão.

Talvez o pior é saber que, para além de tudo isso, há acordos entre cavalheiros fora das telas das televisões, muitos questionáveis, que atendem aqueles que não fazem parte diretamente das partidas, mas que os atingem diretamente. Certamente, o gordo das verbas passam por subterrâneos, de modo que permita as placas do poder psicológico. Nem mesmo os jogadores já sentem a coisificação por que passam. Embora, a glamourização seja o prêmio para a arte de se tornar um ídolo da imagem que vende. Na rua, os carros de marcas, boa vida pode ser a essência da vida de um astro global, objetivamente.

Anúncios

Sobre Antonio S. Silva
Jornalista, mestre pela PUC/SP, doutor pela UnB e professor da (UFMT). Importante o diálogo para construir um país melhor.

Deixe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: