Revista Imprensa

A Jet Magazine, revista voltada para o público afro-descendente dos Estados Unidos fundada em 1951, anunciou na última quarta-feira (7/5) que está encerrando a publicação de sua versão impressa. A partir de junho, o periódico poderá ser encontrado apenas em modelo digital.

Segundo o Jornalistas da Web, a Jet já havia reduzido sua periodicidade no ano passado de semanal para quinzenal. Uma edição anual, com o título “O Melhor da Jet“, pode ainda ser publicada em versão impressa a partir de 2015.

A decisão, tomada pelo grupo Johnson Publishing, responsável da publicação, foi motivada pelas quedas significativas nas receitas de publicidade impressa. A Jet foi uma das pioneiras na cobertura dos movimentos pelos direitos civis dos negros na década de 1950 nos EUA, e agora se junta à outras revistas como a New York Magazine e a Ladies’ Home Journal, que também reduziram ou eliminaram o formato impresso.
Anúncios

Banda larga fixa vai poder oferecer web sem provedor

Folha de S. Paulo

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) permitiu ontem que as empresas de telecomunicação que vendem banda larga fixa passem a oferecer diretamente aos seus clientes o serviço de conexão à internet, sem a necessidade de um provedor.

Até então, os assinantes de banda larga fixa (ADSL) tinham que contratar um provedor de acesso, como UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha), Terra, Globo.com ou iG, por exemplo, para se conectar à rede. As teles ofereciam apenas a infraestrutura de acesso a banda larga.

As teles que tiverem provedor de acesso próprio (o portal Terra, por exemplo, é da Vivo) poderão oferecê-lo aos seus clientes desde que o serviço seja gratuito.

Em nota, a Abranet (Associação Brasileira de Internet) classificou a decisão como monopolista. “Com todos os serviços nas mãos das empresas de telecomunicações e sem obrigação de isonomia e transparência, acaba a competição, e os preços ficam a mercê dos monopolistas.”

O relatório da Anatel mantém atividades exclusivas do provedor, como a oferta de correio eletrônico e acesso a conteúdo exclusivo.

O país tem 20 milhões de usuários que acessam a internet por meio da banda larga fixa. Até o fim do ano, a estimativa da Anatel é que o número chegue a 23 milhões de acessos por essa tecnologia.

%d blogueiros gostam disto: